Por causa de mudanças climáticas, mais aranhas estão se reproduzindo e vão atrás de insetos. No Reino Unido, a população está com medo.

O Reino Unido vive um momento complicado de sua geopolítica. Se na Segunda Guerra os orgulhosos britânicos comemoram que os nazistas não invadiram seu território, o mesmo não pode ser dito de aranhas. Um monte delas começam uma lenta invasão: picam pessoas em suas casas, atacam comida e assustam geral.

A notícia começou a circular nos tabloides e logo se tornou uma teoria cada vez maior por enquanto, a “invasão das aranhas” é algo meio informal.

É fruto de mais postagens sobre os animais em redes sociais e ocorrências de autoridades públicas.

Mas especialistas em insetos e aracnídeos já começam a ver indícios do problema de forma oficial, segundo o Daily Mail a principal hipótese é que os animais estão se acasalando mais por causa do calor.

Além disso, com invernos menos rigorosos, mais ovos sobrevivem às baixas temperaturas para quem mora por lá, ele explica que não há tanto assim a fazer o ideal é ter uma casa arejada e com luz e evitar a todo custo ter bagunça empilhada por aí, além de tirar teias sempre que ver.

Foto: Reprodução/Daily Mail

Um homem inglês ficou dois meses sem conseguir  andar após receber diversas picadas das chamadas Falsas Viúvas, uma espécie de aranha visualmente similar à temida Viúva Negra. Apesar de bem menos venenosa que sua similar, as consequências foram devastadoras para ele.

Fonte/ Filipe Siqueira

17/09/2019

Fotógrafo: