Cerca de 40,3 milhões de pessoas em todo o mundo foram vítimas de trabalho escravo moderno em 2016, segundo o relatório Índice Global de Escravidão 2018, publicado pela Fundação Walk Free. No Brasil, foram quase 370 mil pessoas.

Para explicar esse fenômeno e como ele se insere no Brasil e no mundo, Leonardo Sakamoto, jornalista e presidente da Repórter Brasil, uma das principais organizações de combate ao trabalho escravo contemporâneo no país, organizou o livro ‘Escravidão Contemporânea’.

A obra reúne textos de diversos especialistas nacionais e estrangeiros, e aborda o que tem sido feito em relação à escravidão contemporânea, por que é tão difícil combatê-la e as condições desumanas às quais as vítimas da escravidão moderna são submetidas.

Entre os especialistas com textos no livro estão Kevin Bales, professor na Universidade de Nottingham;  Mike Dottridge, ex-diretor da Anti-Slavery International; e Xavier Plassat, frei dominicano que atua há 35 anos atendendo vítimas do trabalho escravo na Amazônia.

O evento de lançamento ocorrerá no dia 28 de janeiro, Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, em São Paulo.

O livro contém 192 páginas, foi publicado pela editora Contexto e custa R$ 45.

 

Lançamento

Endereço: Livraria da Vila, R. Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena, São Paulo – SP, 05416-011.

Horário: A partir das 18h30.

 

Fonte: Leonardo Sakamoto

Fotógrafo: