Em 2019, o Maranhão completou 15 anos sem focos de febre aftosa e o estado se prepara para ficar livre desse tipo de enfermidade sem a necessidade de vacina. Mas as ações de defesa animal no território maranhense não se restringem apenas ao combate à aftosa.

Para garantir êxitos como o recebimento da Certificação Sanitária de Estado Livre das doenças Influenza Aviária e Newcastle, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), aposta no controle e na prevenção para erradicar enfermidades.

Uma das medidas adotadas pela AGED para manter o controle sobre a saúde das espécies criadas e comercializadas no estado é o Questionário para Notificação de Doenças Animais, disponível na internet, no site da própria agência.

Trata-se de um formulário online para que médicos veterinários, produtores, laboratórios de diagnósticos, instituições de pesquisa, instituições governamentais, entre outros, notifiquem a AGED sobre qualquer suspeita ou ocorrência de doenças em bois, búfalos, cavalos, cabras, ovelhas, porcos, mulas ou asnos.

O que acontece com os dados coletados?

De acordo com o Setor de Epidemiologia e Estatísticas (SEE) da AGED, o formulário é utilizado para obtenção de informações mínimas necessárias para a localização da propriedade onde se encontram possíveis animais doentes.

Ainda segundo os técnicos, a partir da localização da propriedade rural, é realizada visita pelo Serviço Veterinário Estadual, que faz inspeção clínica dos animais em busca de sinais compatíveis com o relatado no questionário.

Caso os sinais clínicos sejam compatíveis com a descrição de doenças nervosas, vesicular, hemorrágica dos suínos, respiratório ou nervoso das aves, há a coleta e envio para laboratório de amostras biológicas, além da adoção das medidas sanitárias estabelecidas para a enfermidade suspeita.

A suspeita ou a ocorrência de casos novos de doença passível de prevenção e controle representam ameaças à saúde animal e indicam riscos aos rebanhos maranhenses, portanto precisam ser detectadas e controladas ainda em seus estágios iniciais.

Segundo o Setor, a notificação de suspeita ou ocorrência de doenças em animais é responsabilidade de todos. Qualquer cidadão, organização ou instituição que tenha animais sob sua responsabilidade tem a obrigação legal de comunicar o caso ao Serviço Veterinário Estadual (SVE), num prazo máximo de 24 horas.

O Questionário para Notificação de Doenças Animais está disponível no site www.aged.ma.gov.br. Basta acessar o menu Defesa Animal, subitem Epidemiologia e Estatística, para em seguida clicar no link do formulário.

 

Por/Ma.Gov

30/04/2019