As manifestações contra o governo de Nicolás Maduro começaram no dia 21.

Pelo menos 35 mortos e 850 detidos foram o balanço de uma semana de distúrbios e protestos contra o governo de Nicolás Maduro na Venezuela, segundo um relatório apresentado nesta segunda-feira pela ONG Provea.

“Temos uma cifra confirmada, com nome, sobrenome, local e supostos responsáveis, de 35 pessoas mortas no contexto das manifestações desde segunda-feira passada”, informou Rafael Uzcátegui, diretor do Programa Venezuelano de Educação-Ação em Direitos Humanos (Provea). (AFP)